Respire e Inspire-se!

Respirar é a função mais básica da vida.

Através da respiração estabelecemos um elo entre o que é consciente e inconsciente, entre o corpo e o espírito.

A palavra “espírito” é derivada do latim (spiritus), que quer dizer respiração. É também representada pela palavra oriental e hebraica “ruah” e pela grega “pneuma”, que também significam respiração. Todas apontando para o fato de que a experiência da respiração, a vida e o espírito estão ligados a uma fonte na qual todos bebem e estão conectados.

Na língua havaiana, a palavra usada para Deus, “Há”, também é usada com o significado de respiração. Nas culturas orientais, tais como a chinesa e a indiana, a energia da respiração é também conhecida como “chi” e “prana”, respectivamente.

A ciência ocidental considera a respiração apenas um fenômeno fisiológico que permite que o organismo use o oxigênio do ar para com ele efetuar as transformações químicas que são necessárias para que o sangue possa distribuir nutrientes às células, bem como eliminar as substâncias desnecessárias.

No oriente, entretanto, a respiração é mais que um fato fisiológico ou que um processo basicamente inconsciente; ela é também um processo prânico e psicológico, que os iogues usam como ferramenta de purificação e iluminação e que também é usada nas práticas de medicina. Eles destacam a importância para o indivíduo da respiração como fonte de recarregamento da força vital.

Na prática, a respiração, mais que um ato necessário para a manutenção das funções vitais, deve acontecer porque se quer respirar, tornando-se um ato de vontade. Para isso usam vários exercícios de respiração consciente, chamados pranayamas, através dos quais buscam a expanção de consciência.

A respiração consciente como um ato de vontade, não só permite que se aproveite conscientemente os seus benefícios vitalizantes, como também oferece a oportunidade de se interferir positivamente em estados mentais, energéticos e emocionais.

O Renascimento traz para a sua prática a visão oriental da respiração, destacando o papel da consciência da respiração e o papel da energia por ela veiculada, para o ser físico, emocional, mental e espiritual que somos.

Nesse sentido, a respiração do Renascimento não deixa de ser um pranayama, sendo reconhecido por alguns praticantes como uma “Nova Ioga”, uma poderosa ferramenta de autoconhecimento, transformação e autocura.

A respiração no Renascimento funciona como um processo de abertura à vida.
Durante uma sessão de Renascimento, quando se está respirando, é necessário entregar-se à energia, deixando que ela flua para todo o corpo. A chave para essa entrega é uma respiração plena e relaxada, uma respiração completa, que enche os pulmões. A velocidade pode variar, mas a qualidade é dada pelo relaxamento, que define a entrega e o abandono a esse fluxo de vida.

Como diz Leonard Orr, criador do Renascimento (Rebirthing):

“O objetivo da respiração não é fundamentalmente o movimento do ar, MAS SIM O MOVIMENTO DA ENERGIA. Se você fizer, durante alguns minutos, um relaxante e encadeado ciclo de respiração começará a experimentar uma energia dinâmica fluindo para dentro de seu corpo. Esses fluxos de energia são a fusão entre o espírito e a matéria.”

Os iogues afirmam que a respiração tece o homem. Logo, a qualidade de nossa respiração atesta a qualidade de nossa vida e a maneira como nos relacionamos com ela. O fluxo de energia vital desencadeado pelo ato de respirar irradia-se por todo corpo, percorrendo todas as suas células e alcança todos os níveis do Ser.

Respirar adequadamente significa estar em conexão constante com a fonte provedora da vida e propulsora de nossa criatividade e expressão plena no mundo.

QUANDO FAZEMOS RENASCIMENTO BUSCAMOS ESSA ENTREGA
AO FLUXO EXPANSIVO E LIVRE DA ENERGIA VITAL!

Sendo uma respiração circular, onde inspiração e expiração se integram num movimento constante e conectado, ocorre uma ampliação de consciência, que facilita uma “faxina” emocional interior, libera toda a resistência à vida e propicia uma sensação de bem-estar e leveza ao final de cada sessão.

Respire e Inspire-se! Vivencie o prana com consciência.
Através da consciência de sua respiração, sinta-se Uno com o Universo e com Deus!
Sinta-se conectado consigo mesmo e com seu Potencial Divino, sinta-se em sua Plenitude.
Receba o apoio, a proteção, o amor e a nutrição da natureza que o cerca.

Sergio Negri

Author Sergio Negri

More posts by Sergio Negri

Leave a Reply

16 + oito =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

All rights reserved Salient.